loader

Representação de mulheres parlamentares poderá aumentar

O Grupo de Mulheres Parlamentares da Assembleia Nacional (AN) reafirmou esta Sexta-feira, em Luanda, que continuará a fazer advocacia junto dos partidos políticos para observarem a cifra de 30 por cento de representação de mulheres nas suas listas..

A posição foi reiterada pela presidente do Grupo de Mulheres Parlamentares, Luísa Damião, durante um workshop sobre o “Papel da Mulher nas Autarquias Locais – Pacote Legislativo Autárquico”, alertando que a inclusão da cifra (30%) está prevista na lei dos partidos políticos.

Durante a sua intervenção no evento decorrido no parlamento angolano, a deputada disse acreditar que não existe uma verdadeira democracia sem a participação das mulheres. Referiu que as mulheres têm experiência acumulada no associativismo e, através da sua criatividade, têm estado a desenvolver nas comunidades, projectos inovadores que contribuem para a educação e exaltação da cidadania.

É entendimento da parlamentar que as mulheres, que representam no universo eleitoral um segmento expressivo, são candidatas naturais às eleições autárquicas. “Elas têm estado a converter- se em poderosas agentes da mudança, levando o progresso às suas comunidades”, disse. Aproveitou a ocasião para homenagear as mulheres africanas, por ocasião do dia 31 de Julho, consagrado a esta franja, que com determinação e resiliência têm contribuído para que milhões de africanos, em particular as mulheres, se orgulhem da sua identidade. Manifestou solidariedade com as mulheres que vivem em situação de instabilidade e conflito, sobretudo as da região dos Grandes Lagos. O Workshop abordou o Pacote Legislativo Autárquico e foi orientado pela secretária de Estado para Administração do Território, Laurinda Cardoso.

Últimas Notícias