loader

Carta do leitor: Cólera em zona rica

Caro director do jornal OPAÍS eu ainda não quero acreditar no título que li no jornal sobre a cólera, até porque dias antes já tinha visto que há um condomínio de Talatona onde entram mosquitos, ratos, sapos e cobras.

POR: Patrícia Cosme
Luanda

Não sei como acreditar que nas zonas mais caras do nosso país se tenha de conviver com tudo aquilo que acontece nas zonas mais pobres. Então não vale a pena pagar tão caro se a vida não melhora. Acho que as pessoas que pagam preços altos pelas moradias e pelos condomínios deveriam merecer um pouco mais de atenção. Em Talatona, mesmo pagando milhões, não há como escapar, só mesmo cada um na sua casa, porque os cursos de água vêm de longe e não são tratados. Olhando bem para o mapa, Talatona está cercado por águas perigosas, das valas e rios. os mosquitos são uma realidade, assim como as moscas e rastejantes, portanto, não há como parar a proliferação destes, e basta uma mosca para infectar toda uma população. Este é o nosso maior problema. Sim, estou assustada porque sou mãe, talvez tenha de mandar os meus filhos para fora, porque enquanto Talatona tiver este cinturão imundo das águas do rio Kambamba ou Katinton, ou das valas, nunca teremos s saúde garantida a cem por cento. Nunca pensei que um dia iria ler que Talatona é o epicentro da cólera. temos de admitir que como país falhamos na protecção das pessoas. Imagino o que se passa nos bairros mais pobres

Últimas Notícias