loader

Humorista Kotingo resiste a seis horas de operação

Kotingo fracturou os dois membros superiores, tem lesões grandes nos dois membros inferiores e uma ferida extensa na parte direita da cabeça, resultantes do capotamento da viatura Toyota Prado em que seguia

POR: Milton Manaça

O humorista Kotingo foi submetido ontem a uma intervenção cirúrgica que durou cerca de seis horas, no Hospital Geral de Luanda (HGL), em consequência das fracturas causadas pelo capotamento da viatura em que seguia, em companhia de três colegas de trabalho e da sua esposa, na localidade de Calomboloca, no município de Icolo e Bengo, regressando de um show na província de Malanje. O acidente aconteceu por volta das 5h30, quando o motorista da viatura em que seguia perdeu o controlo do volante, ao tentar esquivar-se de um caminhão que vinha em sentido contrário e encandeou-os, tendo capotado várias vezes. Segundo o director clínico do HGL, Carlos Manuel, a cirurgia foi um êxito, mas o estado de saúde do humorista continua a inspirar cuidados, por causa das fracturas que sofreu em diversas partes do corpo, com realce para a cabeça e os membros.

“Kotingo apresenta uma ferida extensa no joelho direito e fraturas complicadas nos dois braços. Apresenta ainda uma grande ferida na parte direita da cabeça”, explicou Carlos Manuel. Kotingo foi socorrido por uma viatura do Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA) e deu entrada no HGL por volta das 8h. Nesta unidade hospitalar, o paciente foi assistido por uma vasta equipa, entre cirurgiões de várias áreas, ortopedistas e um neurocirurgião, sendo que alguns deles foram requisitados de outros hospitais e clínicas da capital para o efeito. Depois da intervenção cirúrgica, por volta das 19h, Kotingo foi imediatamente transferido para a área dos cuidados intensivos do Hospital Josina Machel, onde já se encontrava outra equipa médica preparada para dar continuidade ao tratamento. Os médicos afirmam que “o estado clínico de Kotingo é estável, mas inspira cuidados. Dentro de 48h deverá fazer uma medicação específica para não criar êmbolos ”, disse Carlos Manuel, acrescentado que “ainda não há uma previsão para recuperação total do artista”.

Na viatura, um Toyota Prado, estavam mais outras quatro pessoas, entre elas a esposa (que supostamente estava ao volante) e o músico Gerilson Israel, Dj Wazimbora e o assistente Cláudio. Todavia, apenas Kotingo sofreu lesões graves. No hospital, era visível o estado de choque estampado no rosto da esposa que apresentava a roupa e calçados com várias manchas de sangue. Importa frisar que ela foi a única que não sofreu lesões por, alegadamente, estar a usar cinto de segurança. Os outros integrantes da comitiva sofreram lesões ligeiras e também estão a ser assistidos no Josina Machel. Uma outra fonte, que solicitou o anonimato, disse a OPAÍS que Kotingo e outros três integrantes que tiveram ferimentos leves não usavam o cinto de segurança no momento em que a viatura capotou. Nas imediações, quintal e corredores do hospital onde OPAÍS permaneceu desde as primeiras horas da manhã, era grande a movimentação de familiares, amigos, colegas de profissão e fãs ávidos por receber informações do corpo médico.

“Menino” de Benguela que alegra os angolanos

Edgar Simone Tchipoia, conhecido nas lides artísticas por Kotingo, é um humorista nascido na província de Benguela que pela forma peculiar como se apresenta em palco, levando a alegria e provocando ataques de risos com as suas anedotas contadas num impecável sotaque típico do Sul do país, conquistou a simpatia do público. Edgar Simone Tchipóia deu os primeiros passos como humorista em Benguela, mas foi em Luanda que o comediante conseguiu ganhar notoriedade, tornando- se num dos humoristas mais aclamados pelos apreciadores da arte. O artista conta que apesar de não saber o significado do nome Kotingo, existe realmente um indivíduo que possui as mesmas características do personagem e que vive em Benguela.

Últimas Notícias