loader

Pequim e Londres contemplam acordo de livre comércio após Brexit

China e Reino Unido cogitam iniciar negociações para um acordo de livre comércio entre os dois países após o Brexit, afirmou esta Segunda-feira, em Pequim, o novo chefe da diplomacia britânica.

Jeremy Hunt escolheu a China para sua primeira visita fora da Europa após a sua nomeação no início de Julho por Theresa May, em substituição a Boris Johnson, que renunciou por divergências com a primeira-ministra sobre a estratégia a seguir na saída do Reino Unido da União Europeia. Numa entrevista com o homólogo chinês Wang Yi, Hunt explicou que Pequim sugeriu um acordo de livre comércio com o Reino Unido após o Brexit, previsto para o fim de Março de 2019.

“Falamos sobre a oferta do ministro das Relações Exteriores, Wang Yi, de abrir uma conversação sobre um possível acordo de livre comércio entre a Grã-Bretanha e a China”, afirmou Hunt. “Afirmamos que exploraríamos esta possibilidade”, completou. Durante uma visita a Pequim, no início do ano, May citou uma aceleração das conversas para acabar com as barreiras comerciais entre os dois países.

Desde que os britânicos votaram no referendo, em Junho de 2016, a favor da saída da UE, Londres multiplica os contactos diplomáticos para preparar acordos comerciais que substituam os europeus. Londres e Bruxelas devem alcançar um acordo até meados de Outubro para organizar a sua separação e estabelecer as bases da sua futura relação, mas as negociações registam poucos avanços. Na Quinta-feira, o negociador- chefe da UE, Michel Barnier, rejeitou um plano de Theresa May destinado a conservar estreitos laços comerciais entre o Reino Unido e o continente após o Brexit.

Últimas Notícias