loader

Semana mundial do aleitamento materno começa hoje

De 1 a 7 de Agosto, o mundo assinala a semana mundial do aleitamento materno, cujas celebrações em Angola inscrevem várias actividades de incentivo às mães a amamentarem os seus bebés até aos seis meses de vida, exclusivamente com o leite materno

POR: Stela Cambamba

Centenas de mulheres com crianças ainda em idade lactente, hoje, em diversas unidades hospitalares de Luanda, reúnem-se para realizarem um “mamaço”, onde várias mães, acompanhadas pelos seus bebés, estarão reunidas para, em simultâneo, amamentá-los e assinalar a data em causa. O acto central desta actividade na capital do país decorre no hospital municipal do Kilamba Kiaxi. A coordenadora do núcleo de aleitamento materno da Maternidade Lucrécia Paim, Elisa Gaspar, explicou, em entrevista a OPAÍS, que toda a mãe que amamenta tem protecção contra o cancro do colo do útero, o cancro da mama e muitas outras doenças. “O bebé também fica protegido, sobretudo quando é amamentado com o primeiro leite, que as mães denominam água e a classe médica chama cluster.

É considerado a primeira vacina do bebé, porque transporta a imunidade que a mãe passa ao bebé. Depois vem o leite intermediário e a seguir o maduro”, frisou. Segundo a médica pediátrica neonatalogista Elisa Gaspar, todo o bebé que mama o peito desde os primeiros minutos, logo após o nascimento e exclusivamente até aos seis meses, é saudável e está imune a infecções como diarreias, otites, doenças hipertensivas, na classe médica designadas a doenças da infância no adulto. Afirmou que todos os dias se fala sobre o assunto, porém, na semana mundial da amamentação, alerta-se que o “aleitamento materno não é só da responsabilidade da mulher, mas também do homem, da família e da sociedade. Quando uma mulher está a amamentar, todos devem engajar-se para que ela esteja bem”.

Bombeiras vão amamentar no quartel

Amanhã, as funcionárias do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros estarão juntas no quartel principal da corporação, fardadas, a amamentar os seus filhos. No dia seguinte, o núcleo do aleitamento materno estará repartidos em subgrupos: um vai realizar um ciclo de palestras numa das unidades hoteleiras da cidade, outro no hospital dos Cajueiros. O encerramento será no hospital Geral de Luanda. Elisa Gaspar explicou que às mães será oferecido um lanche, teatro, camisolas, mosquiteiros para bebés e um diploma de participação. Quanto às mães que amamentam, ressaltou que a sua alimentação deve basear-se em alimentos mais saudáveis e, para produzirem bom leite, devem ter o hábito de beber muita água e sumos, tendo em conta que tudo o que a mãe come passa para o bebé. Elisa Gaspar explicou ainda que “a taxa de mortalidade infantil baixa quando os bebés são alimentados exclusivamente com aleitamento materno até aos seis meses. Para aquelas mães que não amamentam alegando que os seios vão cair, tenho dito que fisiologicamente os seios vão cair. Querendo ou não, nos seres humanos, na medida que vão envelhecendo, tudo cai”, recordou a doutora Elisa Gaspar.

Últimas Notícias