loader

Parlamentares dos Grandes Lagos elaboram propostas sobre boa-governação

Os delegados ao 18º Fórum dos Parlamentares da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRG L) fizeram “propostas concretas” para uma melhor governação nos Estados-membros, visando assegurar a estabilidade política e lutar eficazmente contra a corrupção, declarou a sua presidente, Gina Michelle Sandzé.

Sandzé intervinha nos trabalhos do Fórum, aberto Terça-feira na capital congolesa, Brazzaville, expressamente para elaborar propostas concretas a submeter aos chefes de Estado dos países-membros nos domínios da paz, da segurança, da luta contra o terrorismo, do combate à corrupção e da partilha equitativa dos recursos naturais.

“A melhoria significativa, embora insuficiente, na situação humanitária na zona da CIRGL, nomeadamente no Burundi, no Sudão do Sul, na República Democrática do Congo (RDC) e na República Centro-Africana (RCA), merece ser acompanhada de forma sustentada e permanente porque os nossos Estados ainda estão nas garras da insegurança e tensão”, sublinhou por seu turno o presidente da Assembleia Nacional do Congo, Isidore Mvouba.

O Fórum dos Parlamentos da CIRGL, criado a 4 de Dezembro de 2018, em Kigali, Rwanda, visa enquadrar as propostas dos países membros para o estabelecimento e a consolidação da democracia, da boa governação, dos princípios do Estado de Direito e da luta pela democracia. Este fórum reúne os delegados dos parlamentos de Angola, Burundi, RCA, República do Congo, Rwanda, Uganda, Quénia, RDC, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia. Reunidos em Brazzaville, durante dois dias, os participantes neste fórum examinaram os dossiers dos conflitos recorrentes, os processos eleitorais actuais e o retorno real da paz em alguns países da sub-região.

Últimas Notícias