loader

Uma questão de carinho e orgulho

Não tinha ainda passado uma semana sobre o apelo dos médicos, na pessoa do líder do seu sindicado, para que os governantes angolanos passem a realizar as suas consultas e tratamento médico no país, até como forma de dignificação dos serviços e como cartão de visita do seu orgulho nacional (era bom que o tivessem) e logo surgiram dois casos infelizes, mas que mostram como há males que podem vir por bem. O comissário Panda, ainda como comandante-geral da Polícia Nacional acabou envolvido num acidente de viação, o comunicado da Polícia dizia que tinha sido transportado para o Hospital Militar. Portanto, serviço médico em Angola. Dias depois, uma outra figura pública sofreu um acidente de viação, sofrendo ferimentos graves, ao ponto de nas redes sociais se ter disseminado a notícia da sua morte. Felizmente está vivo. Kotingo, humorista que nasceu em Benguela, depois do capotamento do carro em que seguia, saindo com fracturas nos membros e com a cabeça aberta, foi profissionalmente transportado por uma ambulância do INEMA, sofreu intervenções cirúrgicas no Hospital Geral de Luanda e depois foi transferido para o Josina Machel. Tudo em Angola e estamos a falar de hospitais públicos. Tem de ser assim para toda a gente e, se calhar até é, mas os nossos governantes não sabem, não põem lá os pés. Uma mudança de atitude seria dar um pouco mais de atenção e de carinho ao nosso serviço público de Saúde!!!

Últimas Notícias