loader

Tata Yetu exibe “Angola a Unidade na Diversidade” no Camões

O Colectivo de artes Tata Yetu leva ao palco a peça teatral “Angola a Unidade na Diversidade”, a partir das 18 horas, no Camões-Centro Cultural Português, em Luanda

POR: Valquíria Martins

Com duração de uma hora, os personagens serão interpretados com nomes dos povos do Sul Angola, designadamente Khoisan, Vátua, Pigmeu, Kuisse, Bantu. A referida peça aborda um drama de carácter social, político, económico e cultural, retratando a vida dos mais antigos habitantes do território que hoje constitui a nação angolana.

A mesma retrata ainda cenas e figuras, algumas de recorte caricatural e satírico, baseadas numa realidade nem sempre perceptível, numa abordagem que aflora a Cultura tradicional, procurando com essa viagem pelas origens e raízes uma maior afirmação da identidade nacional na sua ampla diversidade. “É importante para nós e para o engrandecimento da Cultura nacional, que adaptemos peças que tenham a ver com a nossa realidade cultural e, sobretudo, das nossas origens, não apenas para divertir-se, mas também para reflectirmos em torno do nosso passado”, apontou o director artístico do grupo, Anderson Mendes.

O grupo

O Colectivo de Artes Tata Yetu de inspiração teosófica, foi fundado na Paróquia de São Francisco Xavier em 2004, pelos catequistas Dimitrov Guimarães e Josué Neto, incentivados pelo então pároco Padre Adelino Kangue Moma. Tendo abraçado como missão a evangelização por via das artes cénicas. Mais tarde, embora não perdendo o foco, decidiu mostrar outras realidades que afectam o mosaico cultural angolano. Desde essa época, tem vindo a desenvolver parcerias com outras associações culturais similares, como o Agrupamento 14 e o Movimento Lev’Arte. Classificouse em 3º lugar durante a 2ª Edição do Concurso de Teatro Angola Independente, organizado pelo Grupo “Actos e Cenas”, daí participar em diversos festivais ao nível da cidade capital e não só.

Últimas Notícias