loader

INEA passa a ser gerida por Comissão de Gestão

O Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) passou a ser gerido, desde Sexta-feira, por uma comissão de gestão coordenada por Henrique Victorino, nomeada pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida.

O ministro exonerou António Gomes Godinho de Resende e Fernando Alcino Borges Bonito dos cargos de director-geral e de director-adjunto do INEA, em despachos exarados no mesmo dia. De acordo com o despacho nº 118/2018, a que OPAÍS teve acesso, a referida comissão integra ainda três quadros seniores do INEA, nomeadamente, Manuel Martins Kidito da Gama, Ntonta Rosária Kiala e Fernando Alcino Borges Bonito bem como Manuel Fernando Correia Victor, na qualidade de Inspector-geral do Ministério da Construção e Obras Públicas (Mincop).

A comissão terá a missão de proceder à gestão corrente do INEA, elaborar o diagnóstico da actual situação patrimonial e dos recursos humanos do instituto e, ainda, apresentar uma proposta de reestruturação do INEA com vista a optimização dos recursos disponíveis e dar resposta com eficácia às responsabilidades desse órgão. A comissão de gestão, de acordo com o referido documento, deverá, no prazo de 90 dias apresentar ao ministro Manuel de Almeida, um relatório das actividades desenvolvidas no âmbito do seu mandato, contendo uma proposta de Estatuto Orgânico que atenda as áreas de estradas e pontes.

Os membros dessa comissão cessarão as suas funções assim que for nomeada a nova direcção do INEA. O ministro Manuel de Almeida tomou essa decisão depois de, em Maio último, ter ordenado um inquérito ao INEA, na sequência de uma visita de constatação às instalações da empresa, conforme noticiou ontem o jornal OPAÍS. Por altura da visita, o ministro da Construção criticou o estado de paralisação e abandono do equipamento, a falta de trabalho para os operários, má gestão dos activos e falta de adjudicação de empreitadas.

Últimas Notícias