Cidadã suspeita de ter morto a filha

Uma cidadã de 33 anos de idade foi detida preventivamente pelas autoridades policiais na província do Huambo por existirem fortes indícios de que terá morto o seu próprio filho recém-nascido, no Sábado.

De acordo com informações do Comando Provincial da Polícia Nacional a que OPAÍS teve acesso, esse crime, classificado preliminarmente de homicídio involuntário, ocorreu no bairro Kapango suburbano, no município do Cachiungo. “O facto ocorreu encontrando-se a acusada embriagada, e, na tentativa de amamentar a bebé, adormeceu sobre a mesma, causando a sua morte”, diz a Polícia. No relatório de balanço de final de semana da Polícia, consta ainda um crime de ofensas corporais voluntárias de que resultou uma morte, por volta das 19h40 de Sexta-feira, no bairro do Canhe Grande, município do Huambo. Esse crime de agressão física, com arma branca (faca), foi motivado por desentendimento entre pai e filho. A vítima, que em vida se chamou Félix Sangongo, de 55 anos, foi socorrida no Hospital Geral do Huambo depois de ter sido agredida pelo próprio filho de 33 anos de idade. Em função dos ferimentos, acabou por sucumbir no hospital. Neste momento estão a ser efectuadas diligências a fim de deter o presumido infractor.