loader

IGE nega ter revelado gastos de 115 milhões USD por justificar nas Obras Pública

A Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) diz, num comunicado de imprensa enviado a OPAÍS, que refuta e demarca-se as informações, segundo a qual, o Francisco Higino Lopes Carneiro, actual 2º Vice-Presidente da Assembleia Nacional, deixou gastos de 115 milhões dólares por justificar no então Ministério das Obras Públicas, na época em que esteve sob sua direcção.

Essa posição surge em função das informações que circular pelas redes sociais e divulgada por alguns órgãos de comunicação social, dando conta de que, durante uma acção formativa da IGAE dirigida aos dirigentes e responsáveis a vários níveis do Ministério da Construção e Obras Públicas (MINOPU), na Quinta-feira, 2, foi ventilado o nome do general na reserva como sendo hipoteticamente o responsável por várias irregularidades ocorridas neste órgão ministerial.

“Tratando-se de uma acção formativa, não foi, nem poderia ser ventilado o nome do general Higino Carneiro, ou de qualquer dirigente”, lê-se no documento.  

Notícia em actualização.

Últimas Notícias