loader

Carta do leitor: Suspiro de felicidade a passear

Caríssimos jornalistas e José Kaliengue, Director do Jornal O PAÍS. De antemão, agradeço a publicação deste meu desabafo gentil, diria melhor, deste maus suspiro de felicidade.

POR: Júlia leite neto luanda

Nada melhor do que realizar um passeio com a família ou amigos ao fim de semana ou num feriado prolongado. Dá para apreciar a nossa Luanda, a capital de Angola que volta a encantar milhares de corações. Um engate lento e paulatino, que se torna firme em cada beleza que se ergue. Não estou a engraxar e muito menos a pôr pomada. Na realidade, vamos tendo locais aprazíveis, apesar de serem muito poucos. É como tudo. Roma e Pavia não se fizeram num dia. Luanda não será diferente. Mas tem de ser com muito e bom trabalho. Passos firmes e seguros. Há dias estive em Viana e encontrei a Vila com cara renovada. Vou a Baía de Luanda e quase morro de felicidade pelo valente trabalho feito na Marginal e na própria Ilha do Cabo. No museu de Escravatura, a beleza faz-nos reféns do acolhedor local, estamos todos de parabéns. É preciso levar este brilho e felicidade a outras zonas. De certeza absoluta que está nos planos. Não é fácil, mas é possível fazer-se o mesmo em muitos sítios da nossa Terra.

Últimas Notícias