loader

Editorial: Um mau cartão de visita

Pelo menos 1.370 casos de cólera, com 20 óbitos, foram registados em todo país, de Janeiro a Junho deste ano, declarou, ontem, citada pela Angop, a directora nacional da Saúde Pública, Isilda Neves. Esta é a notícia que menos se desejaria para um país que pretende tornar-se num pólo de atracção de investimentos e de turistas. Mas é também uma realidade que não deve ser escamoteada. A cólera, tal como outras doenças relacionadas com a salubridade ambiental, ou com a sua ausência, revelam a ineficiência dos actos públicos municipais de limpeza e de tratamento dos resíduos, também uma educação cívico-ambiental dos cidadãos sem os efeitos esperados e, eventualmente, uma má aplicação dos recursos, que deveriam priorizar a saúde e o bem-estar das pessoas. Seja como for, a cólera não é um bom cartão de visita. É em momentos como este que o Estado deve apelar à mobilização de toda a sociedade.

Últimas Notícias