loader

Carolina Cerqueira incentiva agentes a colaborar na dinamização cultural

A governante destacou o papel preponderante das instituições e autoridades religiosas nas acções de promoção da educação cívica, moral e da educação para a paz.

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, destacou a necessidade da participação activa dos agentes culturais, em particular e em geral, da juventude, nas acções de desenvolvimento local e destinadas a melhora das condições nas comunidades, com particularidade para a dinamização do movimento cultural. Carolina Cerqueira, que falava durante um encontro com as autoridades do município de Ambriz, no âmbito da jornada de trabalho de dois dias na província do Bengo, afirmou que é necessário colaborar com todos, para a busca de soluções que podem agregar valores em todos os segmentos sociais, particularmente na Cultura.

Para a ministra, todos juntos, unidos e de forma pacífica e tolerante, se poderá desenvolver o país, colocando-o num patamar de igualdade com outras nações. Durante a sua intervenção, a ministra destacou igualmente o papel preponderante das instituições e autoridades religiosas nas acções de promoção da educação, da educação cívica, moral e da educação para a paz, aconselhando-os a juntar-se aos esforços do Executivo destinados à moralização da sociedade, ao fortalecimento das famílias e na educação da juventude, para que o amor ao próximo, a solidariedade e o respeito pela dignidade humana sejam pautados no dia-a- dia dos angolanos.

Já em declarações à imprensa, Carolina Cerqueira reafirmou a intenção do seu Ministério para a reabilitação dos monumentos e sítios históricos locais, como forma de colocar ao dispor das comunidades os serviços culturais, divulgando a história do país. A governante adiantou que, por serem locais de memória históricos, merecem uma atenção especial, tendo em conta a importância que têm no mosaico cultural angolano. A ministra da Cultura e a delegação que a acompanhava foram ao até ao Ambriz para constatar o estado da cultura (monumentos e sítios). Durante a jornada foram visitados a Fortaleza do Ambriz, a Paróquia da Igreja São José, o Edifício da Câmara Municipal e a Casa de Escravos.

Últimas Notícias