loader

Homenagem do Governo

No dia 2 do mês de Julho passado, a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, afirmou, citada pela Angop, que o antigo ciclista Alberto da Silva “Pepino” tem inspirado milhares de jovens à prática do desporto e que os seus feitos tornaram-se espelho para a juventude angolana.

Ao falar no acto de homenagem ao veterano de 95 anos, organizado em Benguela pelo Ministério da Juventude e Desportos, pelos feitos em prol da nação, a ministra disse esperar que o legado de Pepino seja fielmente transmitido para as gerações vindouras.Considerou o atleta “exímio ciclista” que conserva(va) ainda as habilidades que o tornaram numa referência obrigatória da modalidade e do desporto angolano em geral. Na altura, anunciou-se também que a Federação Angolana de Ciclismo tinha tomado a decisão de institucionalizar uma prova nacional anual com a designação “Troféu Pepino”.

Já o governador de Benguela, Rui Falcão, enalteceu a figura do veterano ciclista, como referência maior a nível da província, “um homem que se projectou no país e irradiou a sua imagem em inúmeras partes do mundo”. Alberto da Silva “Pepino” foi desportista desde tenra idade. Praticou atletismo, futebol e ciclismo. Realizou várias digressões pelo país de bicicleta em homenagem aos heróis da pátria, antigos combatentes e crianças pobres. Pepino participou em 2009, pela primeira vez, nos Jogos Olímpicos da Terceira idade, na Califórnia, Estados Unidos da América. Em 2013 voltou a concorrer, tendo conquistado duas medalhas de ouro.

“Pedaladas do Pepino”

A institucionalização, pela Federação Angolana de Ciclismo (FACI), de uma prova anual de dimensão nacional que passaria a chamar-se “Pedaladas do Pepino”, já tinha sido defendida em Benguela pelo secretário de Estado dos Desportos, Carlos de Almeida, no mês de Fevereiro. Ao falar à imprensa, no final da prova de contra-relógio de 34 quilómetros protagonizada pelo ciclista Alberto da Silva Pepino aos 95 anos, o responsável disse que a ideia surgira da necessidade de homenagear um dos mais destacados desportistas do país nas lides do ciclismo. Segundo Carlos de Almeida, o Ministério da Juventude e Desportos deverá, ainda este ano, enviar uma proposta ao órgão reitor do ciclismo, para criar uma prova de periodicidade anual no calendário oficial no sentido de reconhecer o legado daquele desportista. “O facto de ter 95 anos de idade e pedalar 34 quilómetros acaba por ser não só um orgulho para os jovens como um exemplo a seguir pelas gerações vindouras”, salientou o secretário de Estado.

Últimas Notícias