loader

Mais de 80 viaturas queimadas em seis meses por falta de extintor

Durante um inquérito realizado no distrito urbano do Sambizanga foram interpelados 320 automobilistas, dos quais apenas 50 possuíam extintores e, deles, somente dois estavam no prazo de validade e em condições de serem utilizados.

O porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros de Luanda (SPCB), Faustino Minguês, revelou, ontem, a OPAÍS, que 85 viaturas pegaram fogo e ficaram totalmente destruídas por falta de extintores, no primeiro semestre deste ano. Na esperança de consciencializar os automobilistas a se prevenirem, preservando tanto as suas vidas como o seu bem material, este órgão afecto ao Ministério do Interior realiza, a partir de hoje, no município do Cazenga, uma campanha de sensibilização para o uso de extintores nos veículos. Faustino Minguês explicou que 85 viaturas arderam, de Janeiro há Junho deste ano, por falta de intervenção nos primeiros momentos do incêndio nos veículos, supostamente causados por curto- circuito.

Em seu entender, muitas das ocorrências, com perdas humanas e danos matérias avultados, podem ser evitadas se os automobilistas tiverem consciência preventiva (possuir um extintor portátil na viatura, saber usá-lo e assegurar a sua manutenção sempre a tempo certo). “Em função das ocorrências, a situação torna-se preocupante, uma vez que muitos desses casos poderiam ser evitados se realmente os automobilistas tivessem ou ganhassem a cultura preventiva de terem sempre o extintor nas viaturas”, revelou. Por outro lado, os responsáveis da corporação dizem desconhecer as causas da ausência deste meio essencial nas viaturas. “Sempre que se dá o início de um fogo, se tivermos um extintor na viatura, vamos conseguir fazer a extinção e evitar que os danos sejam maiores. Estamos a levar a cabo essa campanha, para podermos mesmo mitigar o número de ocorrências em viaturas”, explicou.

Automobilistas vão aprender a usar o extintor em caso de emergência

Para além dessa acção pedagógica, Faustino Mingues explicou que vão ensinar também os automobilistas a fazer o uso do extintor, por considerarem que muitos se revelam incapazes disso. Contou ainda que da última actividade agendada no distrito urbano do Sambizanga, onde foram interpeladas 320 viaturas, apenas 50 das delas tinham extintores e só em dois casos tinham validade, um pormenor que causa ainda mais preocupação. “Nota-se que muitos automobilistas também não sabem usar o extintor. Então, vamos ensinar. Estamos preocupados com essa situação. E a actividade será extensiva à província de Luanda inteira”, disse. Segundo o porta-voz, estarão concentrados no quartel do Cazenga, depois seguirão para a Avenida Ngola Kiluange e, durante uma hora e meia, vão trabalhar em conjunto com a Polícia na interpelação de algumas viaturas e saber se as mesmas viaturas têm realmente extintor.

Por outro lado, declarou que muitos automobilistas ainda desconhecem o tipo de extintor que devem ter nas suas viaturas, tendo em conta que há uma variedade deles. “O empregue nesses meios do combate a incêndios é de acordo com a classe de incêndios que surgem. É verdade que há vários tipos e classes de incêndios e, em função disso, nós orientamos que tipo de extintor deve ser utilizado”, elucidou. O responsável revelou ainda os vários tipos de extintores, como o ABC, também conhecido como o Pó Químico, o Gás Carbónico (CO2) e ainda o extintor de água que deve ser utilizado segundo a própria classe do incêndio.

Últimas Notícias