Algo vai mal

No Cuilo, província da Lunda- Norte, há mais um exemplo do desnorte a que este país chegou em alguns aspectos.

POR: José Kaliengue

Mas há um paradoxo também, uma certa ironia. No Cuilo, o pequeno hospital local tem devidamente equipado um bloco cirúrgico, tem incubadoras, máquinas para ecografias, uma sala de estomatologia, etc.. Tem equipamento, moderno, não se pode dizer que o Estado aí não investiu. Mas não tem técnicos. Todo aquele equipamento está ainda vestido com o plástico com que veio. E, para completar a ironia, as cinquenta camas estão… vazias. O único médico do hospital não encontra ninguém que precise de internamento. Então, neste caso temos, por um lado o Estado equipou o hospital, mas. se calhar, ninguém quer ir lá trabalhar, apesar de todas a modernices; por outro lado, o Estado foi mais rápido a gastar dinheiro em equipamentos do que a formar técnicos. No final, quando finalmente houver técnicos para aqueles equipamentos, o material já estará descontinuado e sem serventia. Entretanto, noutras partes do país há hospitais em que dois ou três doentes partilham um leito, em que há gente a morrer por falta de meios de apoio ao diagnóstico e com médicos a queixar-se da falta de equipamentos para o seu trabalho. Alguma coisa não está bem neste país, juro!