Angola estreia-se com o Senegal na cidade de Bamako

Depois de muitas dificuldades para chegar ao Afrobasket masculino em sub-18 em Bamako, no Mali, a Selecção Nacional estreia- se hoje frente ao Senegal, no grupo B, às 17:45.

Apesar dos problemas financeiros por que passa a modalidade rainha, o cinco nacional começa a defesa do título com o objectivo de vencer. No palco da competição, os problemas administrativos serão postos de lado, porque o importante, segundo a equipa técnica, é vencer e vencer sempre. Por esta razão, o seleccionador nacional Manuel Silva “ Gi” garantiu que o grupo esta preparado para os desafios da prova. Aliás, os adversários sabem que Angola é um alvo a abater da primeira à última fase do certame.

“Não será uma tarefa fácil revalidar o campeonato, porque vão enfrentar equipas que têm argumentos defensivos e ofensivos para contrapor às manobras de Angola”, reconheceu o técnico. A preparação, por dificuldades financeiras, não permitiu que o cinco nacional cumprisse um estágio pré-competitivo no estrangeiro. Mas o grupo trabalhou em Luanda e conseguiu manter os níveis, embora tivessem faltado muitas condições por parte da Federação Angolana de Basquetebol (FAB). Ainda assim, os atletas chegaram ao palco da competição com rodagem competitiva, porque estão focados na revalidação. No plano emocional, o cinco nacional teve algumas quedas devido aos problemas que atravessou, mas a equipa técnica conseguiu criar uma identidade e um objectivo para o grupo na cidade de Bamako. Sem esquecer, que pela desorganização da FABP, o técnico da Selecção Nacional, Manuel Silva “Gi”, vai abandonar assim que cair o pano sobre o Afrobasket.

Outras partidas

No grupo A, a República Democrática do Congo (RDC) joga com a Líbia, às 11:00. A Guiné mede forças com o Egipto, às 13:00, ao passo que o Uganda defronta o Mali, às 20:00. Já no grupo B, a Tunísia joga com o Rwanda, às 15:30 e a Cote d`Ivoire defronta a Argélia, às 22:15.