Caluquembe pode colher 20 toneladas de café

Vinte toneladas de café arábica serão colhidas este mês no município de Caluquembe, província da Huíla, no âmbito da campanha 2017, oito mil quilogramas a mais que na safra do ano anterior.

Segundo o director do gabinete municipal da Agricultura e Florestas, Eliseu José, a colheita é fruto da plantação de 50 hectares, correspondente a mais de 60 mil mudas, no quadro do programa de fomento à produção nacional do bago vermelho.Referiu que a produção envolveu um total de 32 mil produtores incentivados pelo governo provincial da Huíla para o efeito, nas localidades de Calepi e sede.

Afirmou que essa produção será destinada aos mercados das províncias de Benguela, Cuanza Sul, Huambo e Luanda, os principais para a comercialização da safra.

“A par do programa de revitalização e diversificação a produção do café, o município distribuiu no princípio deste mês, 60 mil mudas para os agricultores de Benguela, outras 10 mil foram compradas por namibianos”, disse.

Na ocasião defendeu a necessidade de abertura de uma de financiamento destinada a cafeicultores, visando o alargamento da produção de café na região, até porque esses já estão organizados em cooperativas e associações.

Dados estatísticos do gabinete local da Agricultura e Florestas indicam que existem 98 associações de camponeses filiados e 27 cooperativas que integram 42 mil e 230 famílias de camponeses. Com uma população estimada em 169 mil e 420 habitantes, o município de Caluquembe dista a 195 quilómetros a norte do Lubango.