loader

Bombeiros com ‘mãos pesadas’ nos vendedores de pneus

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros da província de Luanda começou, ontem, uma campanha de fiscalização e sensibilização aos vendedores de pneus no bairro Morro Bento. Estão a ser multados os que não cumprem as normas de segurança.

A conhecida Rua do Kikagil tem em quase toda a sua extensão armazéns de venda de produtos para automóveis. Muitos destes produtos são armazenados de forma incorreta, colocando em risco a vida de muitos cidadãos, uma vez que são altamente inflamáveis. O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) está preocupado com esta situação e, para prevenir situações piores, segundo o porta-voz Faustino Minguês, resolveu agir, dado o facto de se estar a verificar um número muito elevado de incêndios em superfícies comerciais, que poderiam ser evitados se os proprietários cumprissem as normas de segurança.

“De Janeiro a Julho do ano corrente fomos chamados a intervir num total de 44 de incêndios em estabelecimentos comerciais e muitos destes tiveram destruição total do recinto”, disse. A acção dos bombeiros surge no sentido de se verificar o grau de cumprimento das medidas preventivas daquele tipo de estabelecimentos, no Morro Bento. O referido bairro tem por volta de 105 estabelecimentos comerciais e muitos, mesmo depois de o SPCB ter reunido com os proprietários, sem sequer têm um extintor. Depois da reunião com os proprietários e terem baixado orientações para o cumprimento no prazo de 30 dias, muitos são os comerciantes de pneus que não cumpriram e foram multados. Numa das lojas, por exemplo, a equipa de bombeiros que fazia a vistoria encontrou uma cozinha adaptada perto de materiais de alta combustão. “Para além disso, há uma excedência de armazenamento de pneus, há dificuldade de extinção de incêndio e perigo eminente. Esta actividade será extensiva em Luanda toda, para levar ao cumprimento das normas de segurança contra o incêndios”, assegurou.

Balanço do último final de semana

Importa frisar que no último fim-de-semana o SPCB de Luanda registou dois incêndios cujas presumíveis causas foram negligência e sobreaquecimento de forno. Entre os casos que mereceram a pronta intervenção dos bombeiros estiveram ainda o resgate de dois cadáveres, ambos vítima de afogamento, um na Ilha do Cabo e outro na lagoa da antena da Zap no Zango II. Quanto aos serviços complementares, foram chamados a socorrer duas vítimas de acidentes de viação (atropelamento); dois cidadãos menores, de 13 anos e 7 anos de idade, vítimas de dor de cabeça e dor de barriga respectivamente; um cidadão de 18 anos vítima de queda e outro que foi vítima de agressão física.

Últimas Notícias