loader

Razões administrativas “travam” viagem da selecção

A Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol não viajou ontem para a Espanha, onde deveria preparar a 4ª janela de apuramento de acesso ao Mundial da China 2019, a ter lugar na Tunísia de 14 a 16 de Setembro próximo, por razões administrativas.

Segundo fontes da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), os vistos e questões financeiras estarão na base do adiamento da viagem. No Aeroporto 4 de Fevereiro, em Luanda, os jogadores mostraram-se agastados, porque nenhum dirigente da FAB se fez presente. OPAÍS apurou que os atletas receberam, apenas, um telefonema para regressarem ao Hotel Zombo, na Vila Alice, onde estão concentrados. Ao que parece, os membros da equipa técnica liderada pelo norte- americano William Voigt também não estiveram no “palco da viagem”.

Para os atletas, isto demonstra o nível de desorganização que assola o órgão que rege a modalidade rainha no país, desde que o elenco de Hélder Cruz “Maneda” entrou em funções. Reggie Moore, Edson Ndoniema, Hermenegildo Mbunga, Gerson Domingos, Egídio Ventura, Pedro Bastos, Mohamed Cisse, José António, Mutuo Fonseca e Leonel Paulo são os atletas que seguiriam viagem para aquele país do Velho Continente. Os internacionais Carlos Morais, Leandro Conceição, Júlio Afonso, Yannick Moreira e John Pedro vão juntar-se ao grupo no palco da preparação, segundo fontes deste jornal.

Últimas Notícias