Angola poderá retomar formação de polícias da RCA

Angola deverá retomar o programa de formação de efectivos da Polícia da República Centro Africana (RCA), um projecto iniciado em 2014, aquando da transição política naquele país e que posteriormente ficou a meio

Aquestão foi analisada ontem, Quinta-feira, em Luanda, num encontro entre os presidentes de Angola, João Lourenço, e da RCA, Faustin Touadéra, no quadro da visita de algumas horas do estadista centro-africano a Angola.

No final do encontro, o ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, falou à imprensa sobre os resultados da reunião, tendo realçado que o regresso dos vôos da TAAG, Linhas Aéreas de Angola, à cidade de Bangui (RCA) esteve também sobre a mesa. A retomada dos vôos da TAAG a Bangui, capital da RCA, foi uma intenção manifestada pelo Presidente Faustin Touadéra, declarou o chefe da diplomacia angolana.

Os vôos da companhia área nacional de bandeira para a capital centro-africana haviam sido suspensos em consequência da deterioração da situação política naquele país situado no “coração” de África.

Segundo Manuel Augusto, os dois Chefes de Estado aproveitaram a ocasião para trocar impressões sobre a actual situação política e de segurança reinante na RCA, caracterizada por ataques protagonizados por movimentos oposicionistas.

Enquanto assumiu a presidência da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), organização sub-regional em que os dois países são membros, Angola acompanhou a situação política e de segurança na RCA com especial atenção. Faustin Touadéra, que escalou Luanda no final da manhã de ontem, regressou ainda ontem a Bangui.

Em Outubro de 2016, Angola e RCA rubricaram um Acordo Geral de Cooperação Revisto e um Memorando Político.