loader

Theresa May está debaixo de fogo

O antigo primeiro-ministro britânico, Tony Blair diz que o chamado “plano Chequers” de Theresa May para o “Brexit” é o “pior de dois mundos” e será rejeitado no Parlamento.

Numa entrevista exclusiva à Euronews, Blair  afirmou que   “o que Theresa May pensa – e tem boas intenções – é em fazer o melhor pelo país. Pensa que é preciso avançar com o ‘Brexit’.

 O  político  inglês susyentou que “talvez não seja uma boa ideia mas é preciso avançar e por isso quer ir pela via de um ‘Brexit’ mais suave para dizer aos defensores da saída que se cumpriu com o estabelecido e para proteger a economia.”

“É totalmente razoável num nível. O problema é que ao fazer isso não vai satisfazer nem os que realmente querem o ‘Brexit’ nem os que pensam que se trata de uma má ideia. Parece um compromisso inteligente mas na verdade é o pior de dois mundos e não vai agradar a ninguém. Penso que não passará na Câmara dos Comuns e que no final o Parlamento irá rejeitar”, disse.

 Também o ex-ministro ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson, criticou  a forma como May está a conduzir as negociações do Brexit. Por seu turno, o antigo ministro do Brexit, David Davis, disse também que vai votar contra os planos da primeira-ministra de deixar a União Europeia.

Como se não bastasse, Theresa May enfrentou igualmente as duras palavras de Michel Barnier, o negociador do Brexit em nome da Comissão Europeia. Barnier disse ser “fortemente contra” o acordo de Chequers e que, na sua opinião, o plano é “impraticável”.

Mas a primeira-ministra britânica disse que não vai ceder face a Bruxelas. “Não vou ceder a pressões para aceitar compromissos sobre o acordo de Chequers que não sejam do nosso interesse nacional”. “Fazer um novo referendo seria uma grande traição à nossa democracia.” Foram as declarações de May à imprensa britânica.

As negociações atingem uma fase crítica. De acordo com o calendário oficial as conversações entre Londres e Bruxelas vão ser retomadas na cimeira dos líderes da UE, a 18 de outubro.

Últimas Notícias