Mais de 200 mil toneladas na campanha agrícola 2017/2018

Duzentas e 58 mil e 889 toneladas de produtos diversos cultivados numa área de 346 mil e 200 hectares foram colhidas durante a primeira, segunda e terceira época da Campanha Agrícola 2017-2018, no período compreendido entre Outubro de 2017 a Julho último.

Trata-se de 160 mil e 937 toneladas de milho, 10 mil e 965 de massango, 13 mil e 235 de massambala, 13 mil e 876 de feijão, 57 de amendoim, 29 mil e 532 de batata-doce, mil e 943 de mandioca, 16 mil e 395 de batata-rena, 331 de cucurbitáceas, sete mil de hortícolas, quatro mil e 754 de frutas e 37 de trigo.

Um relatório da Direcção Provincial da Agricultura, citado pela Angop no Lubango, diz que os municípios que mais produziram foram os da Matala com 43 mil 305 toneladas, Chicomba (36 mil e 751), Caluquembe (35 mil e 506), Caconda (30 mil e 448) e Quipungo (30 mil e 236). As localidades do Lubango, Gambos, Humpata, Quilengues apresentaram níveis de produção mais baixos durante a campanha, por registarem uma diminuição da intensidade das quedas pluviométricas.

Na actividade estiveram envolvidas 314.604 famílias camponesas, das quais 211.883 pertencentes a 876 aldeias, foram assistidas com a distribuição de insumos agrícolas e do número global de famílias envolvidas, parte delas estão filiadas em 835 associações e 224 cooperativas agrícolas, outra exercem de forma individual.