loader

Mãe mata filha em tentativa de aborto

Uma cidadã nacional foi detida pela Polícia Nacional no Cunene, na última semana, acusada de ter matado a sua própria filha de 14 anos de idade, em estado de gestação, ao dar-lhe uma bebida feita a base de plantas para provocar um aborto

Segundo uma nota de balanço operativo semanal da Policia Nacional no Cunene divulgada, no Sábado, pela Angop, o facto ocorreu no município de Ombadja quando a acusada ministrou uma bebida feita a base de raízes de planta denominada “Ekweiya”, com o intuito de provocar o aborto a sua filha que se encontrava grávida, tendo a mesma ingerido o suposto líquido, o que lhe causou a morte.

A acusada irá responder pelo crime de homicídio por envenenamento. No período em análise, a corporação registou também o crime de homicídio voluntário simples, protagonizado por um cidadão nacional, já detido, de 36 anos de idade, utilizando arma branca (faca) e que teve como vítima um outro nacional de 24 anos de idade.

O infausto acontecimento teve lugar na comuna do Chiedi e tudo ocorreu quando ambos conviviam num estabelecimento comercial, momentos depois desentenderam-se gerando uma briga.

O acusado insurgiu-se contra o infeliz desferindo-lhe vários golpes na região toráxica e membro superior direito, causando-lhe morte imediata. No cômputo final, o comando da Policia Nacional no Cunene registou 14 crimes de natureza diversa, menos dez em relação ao igual período anterior e originou a detenção de 16 cidadãos.

Últimas Notícias