Carta do leitor: As chuvas e as valas

Caro director Eu estou preocupado por causa das chuvas que aí vêm, embora Luanda ainda esteja a ser poupada.

POR: Herculano Canjongo

Mas estou preocupado porque acho que a cidade não está a ser bem preparada e já sabemos o que costuma a acontecer quando chove muito. Por exemplo, no Nova Vida, os buracos estão lá. Acho que algumas ruas vão ter de ser fechadas se chover muito, porque também não vejo niguém a limpar as sargetas e esgotos. Mas me preocupa mais o rio Cambamba e as valas do Nova Vida, porque não vi o Governo a limpar e também os cidadãos não têm bom comportamento. Tudo deitam na vala. Aliás, é assim em todas as valas de Luanda, a da Samba é mesmo a tal pouca vergonha. Nestas valas e rios as pessoas põem até carcaças de carros, pneus, todo o tipo de lixo. Como também não se limpa as margens, cresce muita vegetação. Portanto, dá para criar mosquitos, ratos, cobras, tudo mesmo. Um dia ouvi um médico que disse que estas valas são baterias de doenças que nunca perdem a carga. A não ser que este seja um ano de seca, vai chover, tem de chover, portanto, se vierem desgraças, a culpa é mesmo das pessoas. Os cidadãos também não devem esperar só pelo Governo, têm de fazer um pouco melhor. Têm de proteger as suas próprias vidas. Não é só dizer que são pobres e analfabetos, porque os pobres e os analfabetos também gostam de viver.