Metade dos bancos comerciais oferece o programa “Banquita crescer”

Apenas 12 bancos comerciais oferecem o produto de poupança “Banquita crescer” para promover a educação para a poupança. A informação foi divulgada durante a palestra sobre a “Importância da Poupança”, na feira do investidor, em Luanda.

O Banco Nacional de Angola (BNA) promove a educação pra a poupança, através do projecto “Banquita”, no âmbito do programa de educação financeira para estimular a adesão do público à banca. O serviço “Banquita Crescer” pode ser adquirido com valor mínimo de kz 1000 mil, já o máximo está na ordem de KZ 250 mil e a taxa de remuneração é de 7 %. Poupança pode ser entendida como a parte do salário ou rendimento que não é gasta no presente e é guardada para utilização futura. O hábito de poupança é um indicador que demostra que o individuo tem responsabilidade em relação ao seu futuro, para acudir em situações de emergência ou investir de modo a alcançar independência financeira.

“Não nos tornamos ricos com o que ganhamos, mas com o que não gastamos”. Foi com esta frase que Abel Canivete começou a palestra sobre a “Importância da Poupança”, na mediateca de Luanda. De acordo com o responsável do Departamento de Educação Financeira do BNA, Abel Canivete, para poupar não é preciso ter salários elevados, mas a capacidade de equilíbrio entre a receita e as despesas. “Poupar é um acto de disciplina financeira”, avançou. Segundo ele, com actos de poupança pode-se ter resultados a longo prazo e, caso haja alguma eventualidade, o individuo está em condições de resolver a situação, deste modo evitando as dívidas. No que toca ao procedimento de poupança, o palestrante referiu que numa primeira fase é necessário saber quanto se possui, a proveniência das receitas e como é aplicado o dinheiro, para melhor disciplinar a situação financeira.

“Quando nos referimos às despesas devemos ter em conta todos os elementos que são incluídos, para ajustar o estilo de vida às receitas. Para não gastar mais que a renda”, explica. O responsável defende uma abertura de uma conta bancária para emergências e efectuar um orçamento. “O orçamento serve para cortar as despesas desnecessárias e ajudar a poupar”, explica. Abel Canivete referiu que investir é aplicar o dinheiro para obter lucros. Existe o investimento de Renda Fixa (IRF) que apresenta menor riscos ao investidor, permitindo saber o valor futuro de investimento, enquanto o investimento de Renda Variável (IRV) oferece maior retorno com lucros variáveis, mas representa maior risco para o investidor A Feira do Investidor, que encerra hoje, tem como objectivo destacar a importância da educação financeira e da protecção do investidor.