movimento #meToo encoraja Kathryn a avançar com queixa contra cR7

TURIN, ITALY - SEPTEMBER 26: Cristiano Ronaldo of Juventus FC looks on prior to the Serie A match between Juventus and Bologna FC at Allianz Stadium on September 26, 2018 in Turin, Italy. (Photo by Emilio Andreoli/Getty Images)

Os advogados que representam Kathryn Mayorga, norte- americana que acusa Cristiano Ronaldo de a ter violado em Junho de 2009, explicaram nesta Quarta-feira, numa conferência de imprensa no Estado do Nevada, os motivos que levaram a sua cliente a – nove anos depois dos alegados acontecimentos – fazer queixa do internacional português.

“O movimento #Me- Too e as mulheres que denunciaram abusos sexuais que sofreram deram a Kathryn muita coragem, que lhe permitiu avançar com uma participação cível”, referiu Leslie Stovall. Na conferência foi ainda explicado que o internacional português tem 20 dias para responder à nova queixa que foi apresentada a 27 de Setembro.