loader

Carta do leitor: Se nem a Polícia ajuda, vamos fazer como?

No Sábado passado fui numa praça comprar uns artigos para oferecer à família. Espanto. Tudo subiu! É verdade que já não ia à praça há muito tempo, fiquei sem margem de manobra e recuei para tentar noutro sítio, e até agora ainda não tive coragem para entrar numa loja ou noutra praça, porque fiquei traumatizado.

POR:Carlos Augusto Meireles

O nosso dinheiro está cada vez mais caro. Está aí a chegar o mês das Festas, Dezembro, e estou já a ver o filme. tudo a ficar ainda mais caro, nas lojas e nas praça, tudo a subir nas barbas das autoridades de direito, a Polícia Económica, a fiscalização e a própria Polícia Nacional, onde andam ? Nesta altura em que a crise está mesmo a dar forte, quem faz comércio levantou os preços nas calmas e impunemente. Na estrada, há agentes que só querem a sua “fezada”, e para isso inventam dar forte, quem faz comércio levantou os preços nas calmas e impunemente. Na estrada, há agentes que só querem a sua “fezada”, e para isso inventam motivos para arrancar a gasosa aos motoristas e aos motociclistas. Estão mesmo a exigir valores fixos. Descaradamente. A Polícia já não liga ao coitado do cidadão que está indefeso e não consegue ver resolvida a sua situação cada vez mais difícil.

Últimas Notícias