Yuri da Cunha: insatisfeito com críticas sobre o Projecto “Mr. Pulungunza”

O músico Yuri de Cunha mostrou-se insatisfeito com as críticas feitas pelos fãs, ao projecto musical denominado Mister Pulungunza, a ser lançado no ano em curso

POR: Antónia Gonçalo

O projecto, que começou a ser elaborado no ano passado, é composto por temas musicais de vários géneros, como Kizomba, Zouk, Afro Pop e conta com a participação de músicos nigerianos e portugueses, como o Flavour, Osman Santos e Praiz. Em conversa com OPAÍS, o músico referiu que o estilo musical Afro Pop, não é um estilo pertencente a um determinado país africano, mas do continente em si. “Tenho uma música com este estilo, mas as pessoas antes de ouvirem já fazem críticas de que está a imitar os nigerianos. Eles têm que olhar simplesmente para a música e não criticar. Somos africanos, portanto, a nossa música, logo, é Afro”, desabafou o artista.

Apesar do facto, Yuri disse receber bem as críticas, tanto as positivas quanto as negativas, mas aconselhou os mesmos a apreciarem o projecto, de modos a entenderem o trabalho. O Show Men disse ainda que as críticas recebidas não referem que o projecto está a ser mal executado, mas sim que o artistas abandonou o Semba, para dedicar-se a outros estilos musicais, como o Pop Afro. “O Yuri não deixou de ser o sembista. Apesar de estar a trabalhar num projecto diferente do habitual não deixarei de cantar Semba”, esclareceu.

Sobre o projecto

O artista realçou que o Mr. Pulungunza é um projecto musical mais jovem, que sempre almejou fazer, acrescentando que, para além da concretização de um sonho, decidiu fazer o trabalho pelo facto de estar dentro do intervalo de lançamento de disco, de cinco anos. “Comecei a fazer Semba muito novo, logo, não pude fazer essas músicas. Estou com quase 40 anos e acho o momento ideal para cantar esses estilos musicais”, observou. O talentoso músico realçou que a maior dificuldade em relação ao projecto está relacionada com a sua divulgação. Referiu que “Os jornalistas, quando se trata do Mr. Pulungunza, recuam.

Sinto que há um querer parar que este trabalho cresça. As informações estão dadas, o trabalho foi feito, mas ninguém procura saber mais para a devida divulgação”, considerou. Yuri avançou que, além do Mr. Pulungunza, criou o projecto “Roda do Semba”, de modos a continuar a apresentar e cantar o estilo musical Semba que os fãs tanto gostam de o ouvir interpretar. Disse ainda ser necessário divulgar o Semba, cantado pelos vários artistas.“Nós fazemos e promovemos o Semba, coisa que poucos fazem. Acho que devemos perceber o que é a nossa música e o que é o sonho do artista, de fazer a sua música”, enfatizou.

O artista

Yuri da Cunha nasceu no Sumbe, província do Cuanza-Sul. Em 2004, com a música Makumba, venceu o Top Rádio Luanda. É também vencedor do prêmio Rádio Luanda 2008, na categoria Kianda do Sucesso pela quantidade de shows e reconhecimento da cultura do seu país. Em 2010 participou numa tourné de Eros Ramazzotti, por diversos países europeus. O seu primeiro trabalho discográfico “É tudo amor” foi lançado em 1999, “Eu” em 2015, “Kuma Kwa Kié” em 2009 e “O intérprete” em 2015.