loader

Polícia desmente demissão do Comandante Geral

O Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa fez sair um comunicado de imprensa, ontem, a desmentir as informações postas a circular, nas redes sociais que dão conta do facto de o comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, recém-nomeado, ter pedido a demissão do cargo que ocupa, por questões de saúde.

O documento, que realça a pessoa de Paulo de Almeida, deixa claro que “trata-se de uma informação falsa, pois o também Comissário Geral goza de boa saúde e em momento algum pediu demissão do cargo que exerce”. Lê-se ainda no documento datado de 10 de Outubro que o Comandante Geral da Polícia Nacional considera infundada tal informação e desprovida de verdade, revelando intenções veladas que visam criar um clima de suspeição e desestabilização, num momento em que a Polícia Nacional se encontra engajada em operações de combate à criminalidade, pelo que, apela aos efectivos a não se deixarem levar por manobras que visam apenas desviá-los do cumprimento da sua missão. Para além de anunciar o pedido de demissão do Comandante Geral da Polícia, a informação que circula nas redes socias aponta ainda uma “proposta” de novos comandantes municipais que viriam a ser nomeados. Entretanto, a Polícia enfactiza que tudo não passa de uma falsidade.

Últimas Notícias