Líder do Grupo Parlamentar do MPLA quer envolvimento de todos nas decisões

Américo Kunonoka, indicado recentemente para conduzir a bancada parlamentar do maior partido com assento parlamentar, disse estar preparado para os desafios que se avizinham, mas afirmou não pretender trabalhar sozinho, por isso, contará com o apoio dos seus camaradas.

“Unidade, envolvimento de todos os deputados e defesa da linha política do partido” são algumas das palavras de ordem na bancada parlamentar do MPLA, segundo o seu líder, para esta segunda sessão legislativa da IV Legislatura, cuja abertura oficial aconteceu na última Segunda- feira. Em entrevista ao OPAÍS, o presidente do Grupo Parlamentar do MPLA afirmou que para este ano os desafios são maiores, tendo em conta a dinâmica implementada pelo líder do partido, João Lourenço, e pelo facto de o partido suportar o Governo.

Assim sendo, referiu que as atenções dos parlamentares do partido maioritário estarão voltadas inicialmente para aprovação do Orçamento Geral do Estado, que deve ser elaborado com base no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, conforme orientou, Segunda-feira, 15, o Presidente da República na mensagem sobre o Estado da Nação. É que, de acordo com o Chefe do Executivo, para os próximos quatro anos o principal instrumento de governação do país será o PDN 2018-2022, sendo que os orçamentos do Estado passarão a estar baseados nos 83 programas previstos no referido plano.

Outros desafios

Kunonoka falou também de outros desafios, como a conclusão das discussões em torno da aprovação do Código Penal, bem como do Processo Penal. Referiu, igualmente, ser importante trabalhar para encontrar consensos relativamente ao Pacote Legislativo. Explicou que neste novo ano parlamentar a bancada do MPLA vai trabalhar no sentido de defender o Executivo, contando com o apoio e envolvência de todos os deputados, no sentido de todos contribuírem, independentemente da sua especialidade. “Vamos procurar a união e coesão dos deputados, no sentido de defender a causa única”, disse. Afirmou que o partido não estará fechado aos outros grupos parlamentares, garantindo, por isso, que se primará pelo diálogo e abertura, esperando encontrar consenso para trabalhar com outros partidos quando for necessário.

Envolvimento de todos

Américo Kunonoka, indicado recentemente para conduzir a bancada parlamentar do maior partido com assento parlamentar, disse estar preparado para os desafios que se avizinham. Afirmou não pretender trabalhar sozinho, por isso conta com o apoio dos seus camaradas, tendo afirmado que o segredo do partido reside na unidade. “O presidente de uma bancada é um condutor de tropas, para os debates e para defender a linha do seu partido”, disse. Recorreu à história e afirmou ser militante há mais de 40 anos. “A decisão não será do Kunonoka, mas de todo o staff que temos. Todos vão ser envolvidos para a defesa do nosso partido, do Executivo e da legislação”, disse. Sobre a aprovação das leis, referiu que a lei não é feita por juristas, antropólogos, nem tão pouco historiadores, mas apenas por deputados eleitos pelo povo. Para a presente Legislatura, a IV, o Parlamento compreende, de acordo com os resultados saídos das Eleições Gerais de 23 de Agosto de 2017, três Grupos Parlamentares e duas Representações Parlamentares. O MPLA tem 150 Deputados.