loader

João Melo exorta TPA a primar por uma informação de qualidade

O ministro da Comunicação Social (MCS), felicitou hoje os  trabalhadores da Televisão Pública de Angola (TPA)   exortando-os a proverem  aos telespectadores informação de qualidade, plural, isenta e responsável, que atenda aos princípios ético-deontológicos da profissão e garanta o exercício da democracia participativa por parte dos cidadãos.

Na   mensagem de felicitações, por ocasião do  43º aniversário da TPA,  que se assinala  a  18 de Outubro, o titular da CMS  augura ao Conselho de Administração e colectivo de trabalhadores daquele órgão público,  sucesso no desempenho da missão que lhes está acometida.
Incentiva os responsáveis e trabalhadores da TPA a exercerem a sua actividade imbuídos do espírito de humildade, responsabilidade, patriotismo e profissionalismo, tendo sempre presente a busca contínua da superação, com vista à melhoria do serviço que prestam à sociedade (informar, formar, educar e entreter), bem como ao engrandecimento dessa grande e importante estação de televisão de referência nacional.
A TPA é um órgão público e principal emissora de televisão oficial do país, com sede em Luanda. Ela surgiu da Radiotelevisão Portuguesa de Angola (RPA), fundada em 1973, pelo Governo colonial português.
Após a independência de Angola, em 11 de Novembro de 1975, o Governo angolano nacionalizou a estação e passou a chamar-se Televisão Popular de Angola. Mais tarde, foi renomeada, passando a ter a actual designação (Televisão Pública de Angola – TPA).
A comemoração do 18 de Outubro como dia da TPA resulta da visita que o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, efectuou a este órgão estatal, naquele dia e mês de 1975.

Últimas Notícias