loader

Operação Transparência leva embaixador da RDC ao MIREX

O ministro das Relações Exteriores em exercício, Domingos Custódio Vieira Lopes, convocou ontem, Quarta-feira, 17, o embaixador da República Democrática do Congo, Didier Kazadi Nyembwa, para informá-lo sobre os procedimentos da Operação Transparência levada a cabo pelo Estado angolano em algumas províncias do país para combater o garimpo e a imigração ilegal.

Segundo uma nota do MIREX, participou igualmente no referido encontro o secretário de Estado do Ministério do Interior, Bamukina Zau. O representante congolês ouviu do ministro em exercício esclarecimentos de que a aludida operação não visa exclusivamente cidadãos do seu país, mas todos os que se encontram em situação migratória ilegal e que praticam o garimpo nas províncias de Malanje, Bié, Moxico, Zaire, Lundas Sul e Norte.

“A Operação Transparência abrangeu também cidadãos angolanos que praticam o garimpo naquelas zonas”, garantiu Domingos Vieira Lopes, acompanhado do secretário de Estado do Interior, que acabou por confirmar as informações avançadas pelo substituto interino de Manuel Augusto. Num segundo momento, de acordo com a nota do ministério, os dois altos responsáveis ministeriais do Estado angolano informaram ao chefe da missão diplomática da RDC em Angola que o vídeo que circula nas redes sociais, insinuando que houve uma acção de tortura contra cidadãos da RDC, não passa de uma “campanha enganosa e de má fé”, tendente a minar as boas relações existentes entre a República de Angola e a República Democrática do Congo.

O embaixador da RDC, Didier Nyembwa, citado pelos serviços de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, terá dito que, apesar desse incidente amplamente divulgado por vários meios de comunicação social, as relações entre Angola e a RDC continuam saudáveis e não haverá retaliação contra os angolanos no seu país. A Operação Transparência, lançada a 25 de Setembro, tem como objectivo único o de impedir actos sistemáticos de violação de fronteiras do país, entrada e exploração ilegal de diamantes que se tem vindo a registar nos últimos tempos.

Últimas Notícias