Controvérsia: Espanha lança moeda polémica com rosto da princesa Leonor

A Fábrica Nacional da Moeda e Timbre de Espanha lançou na segunda-feira,22, uma tiragem especial de moedas com os rostos da princesa Leonor e do rei Felipe VI, por ocasião dos 1300 anos do reino das Astúrias

Cada moeda, que tem um custo de 30 euros, foi anunciada no passado mês de Julho, mas desde então tem sido alvo de críticas por parte dos espanhóis devido à falta de semelhança entre o rosto original da princesa Leonor e a representação cunhada no objecto.

Na altura, segundo noticiou o jornal “El País”, a jovem que completa 13 anos a 31 do mês em curso surge “com um nariz pontiagudo, lábios finos, olhos estreitos e testa larga”, características contrárias às suas “feições suaves e arredondadas”. Ainda assim, considerou o mesmo jornal, o rosto do pai e actual rei de Espanha, Felipe VI, e que também está representado na mesma moeda, terá sido “mais bem-sucedido”, já que neste caso as semelhanças parecem ser mais evidentes.

O objectivo do lançamento desta colecção de moedas, criada pela Fábrica Nacional da Moeda e Timbre, é o de assinalar os 1300 anos do reino das Astúrias, precisamente a região na qual a princesa Leonor se estreou em actos oficiais, em Setembro (8), quando inaugurou um miradouro batizado em sua homenagem.

A princesa Leonor, Princesa das Astúrias (em espanhol: Leonor de Todos los Santos de Borbón y Ortiz) nasceu aos 31 de Outubro de 2005 e é a filha mais velha do rei Filipe VI e da rainha Letícia da Espanha.

Actualmente é a primeira na linha de sucessão ao trono espanhol e herdeira da Coroa. Desde a proclamação de seu pai como rei, em 19 de Junho de 2014, Leonor recebeu assim o título de princesa das Astúrias, junto com os títulos de princesa de Girona e princesa de Viana; correspondentes aos herdeiros dos reinos de Castela, Aragão e Navarra, cuja união formou no século XVI a monarquia espanhola. Ostenta, assim sendo, os títulos de duquesa de Montblanc, condessa de Cervera e senhora de Balaguer.-