“Paciência, a vida continua”

Em conferência de imprensa, Zoran Maki mostrou indignado com o 1º de Agosto, mas sai com o sentimento de missão cumprida, aliás conquistou o Girabola Zap 2018 e chegou às meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

Zoran Maki, que na semana passada deixou o comando técnico do 1º de Agosto, disse ontem em Luanda que sai triste mas orgulhoso pelo trabalho que fez na época transacta. Em conferência de imprensa, no ex R-I 20, casa dos militares, o sérvio admitiu que houve acordo entre as partes na rescisão do contrato. “Paciência, a vida continua”, assegurou o técnico que conquistou o Girabola Zap 2018. Zoran Maki fez saber que tem a sua filosofia de trabalho, por isso está aberto a outros projectos.

O ex técnico do 1º de Agosto admitiu que fez uma campanha memorável na Liga dos Clubes Campeões Africanos. O treinador referiu que o 1º de Agosto fez uma campanha a altura na Liga Africana de Clubes, sendo que eliminámos adversários de alta qualidade. “Pena é que ficamos nas meias-finais frente ao Esperance de Tunis da Tunísia, num jogo patrocinado pela arbitragem zambiana (4-2). Na semana passada, Zoran Maki deixou o 1º de Agosto na sequência do aumento de salário que solicitou à direcção presidida por Carlos Hendrick.

Esta, por sua vez, não atendeu ao pedido do treinador sérvio, apesar do “brilho” que teve na maior competição africana de clubes. Tudo indica que o técnico Dragan Jovic está de regresso ao seu antigo posto, pois, quando conquistou o título em 2017 regressou ao seu país, na Bósnia. Por esta razão, o adjunto da equipa militar, Ivo Traça, sentou- se sozinho no banco na primeira jornada do Girabola Zap, frente ao Interclube nesta Terça-feira no Estádio 22 de Junho no Rocha Pinto, em Luanda (0-0).