Jornalista expulso da Casa Branca por insistir em perguntas que Trump não gostava

.
A Casa Branca foi, esta Quarta-feira, palco de mais um episódio paradigmático, com o chefe de estado norte-americano a recusar-se a responder às perguntas de Jim Acosta e o jornalista da CNN a não aceitar um não como resposta e a insistir em perguntas cada vez mais comprometedoras.

Os Repórteres Sem Fronteiras colocam os Estados Unidos num modesto 45.º lugar no ranking da liberdade de imprensa e a verdade é que a administração Trump pouco ou nada tem feito para mudar a situação.

Donald Trump respondeu, mas para chamar Jim Acosta de pessoa rude e terrível, que não devia trabalhar para a CNN e este acabou por ver a sua acreditação revogada. A estação televisiva norte-americana manifestou apoio total ao jornalista e acusou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, de citar um incidente que nunca aconteceu para justificar a expulsão do jornalista.
Oficialmente, a acreditação de Jim Acosta foi revogada por este ter “colocado as mãos numa mulher” durante a acesa troca de palavras com Donald Trump. O vídeo completo do episódio mostra que o jornalista se recusou a largar o microfone… mas não mais que isso.