ALCOPA luta contra a pobreza mental

A associação Acção para Luta Contra a Pobreza em Angola (ALCOPA) está a levar a cabo um conjunto de conferências, em todo o país, com objectivo de combater a pobreza mental, cívica e moral, bem como sensibilizar a população sobre a importância das operações ‘Resgate e Transparência’ Nos eventos que ALCOPA está a desenvolver, segundo o responsável, Alberto Lunama, defende que as operações ‘Resgate e Transparência’ são um valor e pilar para o bem-estar de todos, no sentido de que tais programas vêm comas bater as várias práticas criminosas. Por isso, a organização pretende percorrer todas as províncias para mobilizar a sociedade neste sentido.

O promotor da associação defende que, para o sucesso destas operações, o Executivo devia antes orientar, mobilizar a sociedade, bem como facilitar a criação de negócio do povo e fiscalizar, de formas a que muitos não caem no desemprego e, consequentemente, no mundo do crime. Nesta senda, a ALCOPA predispôs- se a trabalhar na mobilização junto da população, na realização de conferências onde ilustram a boa imagem das operações, com intuito de tornar o país num modelo em África. Alberto Lunama acha que a luta contra a pobreza que desenvolve não almeja alcançar bens materiais, e sim moral, mental, cívico e espiritual, sendo que o maior objectivo é a mudança de mentalidade da sociedade em geral.

“A pobreza material é uma consequência da falta de mudança de mentalidade. Nas conferências que temos realizado temos alertado sempre que a maior pobreza que o país tem é a mental, moral e cívica”, defende. O promotor da organização apela a sociedade a primar pela educação, formação, trabalho, boa gestão e governação, bem como a fé em Deus, como formas de sair da situação de pobreza. A organização é de âmbito nacional e está a trabalhar a nível das províncias de Malanje, Lunda Sul, Bié, Cuando Cubango, Zaire, onde tem apresentado diversas soluções para vencer a pobreza.