A província de Luanda será a partir desta sexta-feira até ao dia 20 do mês em curso o palco do Campeonato Nacional Absoluto de Xadrez, nas instalações da Federação Angolana da modalidade.

O certame qualifica os cinco primeiros para o Torneio Internacional Cuca, a disputar-se em Julho próximo, num local a indicar pelo órgão que rege o desporto ciência no país.

O PAÍS apurou de fonte federativa que estão inscritos 68 xadrezistas, sendo 21 femininos e quarenta masculinos, número que superou o dos anos anteriores nas duas classes.

Benguela, Uíge, Huíla, Lunda-Sul, Kwanza-Sul, Huíla e Malanje e Luanda (anfitrião) são as províncias que confirmaram presença em ambos os sexos e esperam rivalizar com os adversários de Luanda. O campeonato será disputado no sistema suíço a nove jornadas, no ritmo de 90 minutos. Para os primeiros quarenta, o molde de disputa será o de movimento e desenvolvimento de trinta segundos.

O secretário-geral da Associação Provincial do Uíge, Hamilton Cardoso afirmou que os atletas vão lutar pelos seis primeiros lugares da competição, pois não será uma prova fácil.

“Realizamos uma boa preparação e acredito que isto poderá ser um bom indicador para começarmos com uma vitória, mas o nosso objectivo passa em ficarmos no mínimo em sexto lugar no campeonato”, perspectivou Hamilton Cardoso.

Na edição anterior João Simões e Sónia Rosalina foram os campeões. Os dois atletas representam as cores da Empresa Provincial de Águas de Luanda (EPAL).

Comentários

comentários