Depois de quase três anos associado à Lion Saint, como dupla, o músico angolano Wara Waradjiala esmera-se para, ainda este ano, apresentar ao público o seu primeiro disco a solo, com a participação de renomados músicos nacionais e cabo-verdianos.

“Maktub” (está ou estava escrito, na língua árabe) é o título do álbum que contará com 12 faixas musicais concebidas nos géneros semba, kizomba, coladeira, tarraxinha e guetho zouk, gravadas em português em Angola, Portugal e na Holanda. Em declarações Terça-feira,10, à Angop, o músico explicou que para este CD de estreia conta com as participações dos angolanos Betinho Feijó, Oliver Falamano, Mayó e Sérgio Beleiro, assim como dos cabo-verdianos Grace Évora, Jhony Fonseca, Hugo, Gomes e Laiser.

“Nesta carreira a solo, a máxima é exprimir o que tenho dentro de mim, dando o meu verdadeiro contributo ao mosaico cultural angolano, em que a música, particularmente, tem estado a crescer exponencialmente, quer em termos de qualidade quer no que toca à quantidade” – resumiu.

“Dona”, “Precol” e “Mila” são os temas promocionais do também compositor (natural de Luanda), que com Lion Saint publicou a obra discográfica “Pedaço de Pecado” (produzida no estilo rap), em 2014, na qual pontificam os hits “Love Love” e “Louco”. Nascido na década de 80, Wara Waradjiala passou a gostar de música ainda criança, por influência do pai José Pacavirange (um confesso admirador do músico congolês François Luambo Luanzo Makiadi “ Francó”), e da mãe, a poetisa angolana Cesinanda Xavier.

Mais informação encontre no jornal impresso já nas bancas!

 

Comentários

comentários