Encontramo-nos hoje no meio de uma rápida deterioração da qualidade da humanidade em termos biológicos, psicológicos e espirituais, fenómeno que se reflete no aumento sistemático da incidência das enfermidades degenerativas, das doenças mentais e da desarmonia social. A fi m de alterar esta tendência, precisamos agora de reavaliar nossa orientação actual. Em vez de prosseguir na subdivisão e análise, a nossa abordagem de curas deve basear-se numa visão abrangente das relações do Homem com o Universo. A doença nada mais é do que a resultante do desequilíbrio do ser humano em relação à Natureza e ao Universo. Ela evolui sempre a partir dos estágios seguintes: 1 – Fadiga ou Cansaço – Isto abrange a fadiga física e mental. Quando as pessoas sadias trabalham demais, podem sentir-se cansadas, mas ao fi m de uma boa noite de sono acordarão sentindo- se completamente restauradas e frescas, prontas para enfrentar um novo desafio.

Este estado é muito diferente da fadiga crónica que muitas pessoas experimentam nos dias de hoje. 2 – Dores – Problemas com dores musculares, dores de cabeça, cólicas menstruais, dores de estômago e outras ocorrem neste segundo estágio, no qual o sistema nervoso começa a enfraquecer- se. 3 – Doenças de sangue – As doenças de sangue são várias vezes o resultado de um estado sanguíneo muito ácido, gorduroso, denso ou sobrecarregado de colesterol. A qualidade do sangue varia de pessoa para pessoa. Se o sangue tem um estado crónico pobre, podem surgir outras doenças, como por exemplo a anemia, leucemia, asma icterícia varizes, doenças dermatológicas etç. 4 – Distúrbios Emocionais – Esta categoria abrange problemas como a irritabilidade, impaciência, perturbação, raiva, ansiedade, preocupação, medo e inquietação.

5 – Doenças Orgânicas – Neste estágio os órgãos começam a degenerar- se e doenças como diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, úlceras do estômago, hepatite etç começam a surgir. 6 – Doenças Nervosas – Estas abrangem vários tipos de doenças mentais, esclerose múltipla, Parkinson e diversos tipos de paralisia, amnésia. 7 – Arrogância – Isto ocorre quando o paciente procura isolar- se da natureza e do universo. Acontece de dois modos.

O primeiro é a arrogância Yang, que surge na forma de dominação, conquista ou personalismo que induzem as pessoas a afastarem-se. O segundo tipo de arrogância é mais Yin, de um modo geral. Pessoas orgulhosas ou que se isolam sofrem deste tipo de arrogância. Muitas pessoas idosas têm este tipo de problema, assim como doentes sofrendo de doenças crónicas graves e cancro. A arrogância é na verdade a causa subjacente da doença e infelicidade humana, sendo ao mesmo tempo o ponto extremo dos seis estágios anteriores.

Comentários

comentários