Pelo menos 50 mortos é o balanço, para já, do atentado terrorista que teve, esta noite de terça-feira, como alvo o maior aeroporto da Turquia, o aeroporto Ataturk em Istambul.

Um dos atacantes abriu fogo sobre a polícia que patrulhava o local, para depois se fazer explodir, enquanto outros dois faziam deflagrar várias bombas, semeando o pânico e fazendo 147 feridos, seis das quais em estado crítico, e cinco vítimas mortais.

Fontes policiais, citados pela agência turca Dogan, avançam a possibilidade de na origem deste ataque, o oitava perpretado este ano na Turquia, esteja o designado Estado Islâmico.

A Turquia tem sido visada por várias acções similares ao atentado desta noite desde 2014, reivindicadas quer pelo grupo Estado Islâmico, quer pelo PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) ou ainda pelo TAK (falcões do Curdistão) turcos.

 

Comentários

comentários