22 anos de prisão para jovem que perdeu a namorada num aborto frustrado

22 anos de prisão para jovem que perdeu a namorada num aborto frustrado

O Tribunal Provincial de Luanda condenou, ontem, o cidadão que atraiu a namorada a um posto médico clandestino para abortar uma gravidez de seis meses e, em consequência disto, esta perdeu a vida. Foi ainda condenado, a mesma pena, o suposto enfermeiro

Por: Rom . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta