A contemplação do tempo

A contemplação do tempo

“Hoje por hoje não precisamos de inimigos, somos nós os nossos próprios inimigos, somos nós os criadores do caos e as vítimas das nossas ações. Actualmente está difícil falarmos ou semearmos ideias de unidade, geralmente profanamos alegremente uns contra os outros, e rejeitamos . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta