“A Igreja deixou de amar as pessoas para amar o dinheiro”

“A Igreja deixou de amar as pessoas para amar o dinheiro”

O pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Jimny António Inácio, declarou, em tribunal, que a dado momento esta igreja passou a amar mais o dinheiro do que as pessoas, ao ponto de um pastor merecer o perdão caso traísse a sua esposa, mas . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta