A ministra que espere

A ministra que espere

Era o que eu diária à ministra do Turismo, se fosse por ela ouvido. “Não se meta ainda”. É que o ministério que ela dirige, bem que pode fazer o que entender, mas não teremos turismo em Angola antes de se mudar muitas . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta