Aenergy nega “calote” e acusa MINEA de práticas criminais na relação contratual

Aenergy nega “calote” e acusa MINEA de práticas criminais na relação contratual

A empresa Aenergy acusa o ministro da Energia e Águas de “omitir” os verdadeiros factos que estão na base da rescisão unilateral dos 13 contratos que a vinculavam ao governo angolano

Por:André Mussamo

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta