Augusto Tomás “força” prolongamento do interrogatório para a próxima semana

Augusto Tomás “força” prolongamento do interrogatório para a próxima semana

Como narrou OPAÍS em matérias anteriores, há uma “perfeita harmonia” entre Augusto Tomás e a aqueles que o defendem e faz uso do princípio legal de que o “réu não é obrigado a incriminar-se”. O ex- ministro, pouco ou quase nada acrescentou ao que . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta