Angola destaca elevação dos países africanos na lista do Património Cultural Imaterial

Angola destaca elevação dos países africanos na lista do Património Cultural Imaterial

Angola destacou melhoria nos critérios de avaliação, pelo aumento no número de elementos africanos a serem inscritos na lista de Património Cultural Imaterial, na 18ª Sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que decorre no Cresta Mowana Resort, em Kasane, República do Botswan

O documento a que o OPAÍS teve acesso refere que se trata se um processo que reduz a sub-representação dos países africanos na lista do património cultural imaterial, através da realização de um trabalho contínuo, que tem apresentado resultados positivos.

Durante a sua apresentação, o nosso país deixou claro que continua a apelar para uma maior cooperação entre países e instituições, com o objectivo de minimizar a distância existente.

Também, fazer com que todos se sintam devidamente representados na lista do Património Cultural Imaterial.

“A UNESCO tem um papel fundamental neste processo, procurando formas de assegurar assistência técnica e financeira de forma contínua de modo a reforçar a capacidade das instituições dos países que necessitem, sempre com o objectivo de que se consiga alcançar uma representatividade equilibrada e que realce as riquezas culturais dos países em desenvolvimento”, consta no documento.

O documento refere ainda que o património cultural imaterial de cada país africano é de extrema importância para o Património Cultural Mundial, tendo um impacto significativo para as comunidades e para os povos em geral, merecendo por isso serem divulgadas.

Além disso, muitas destas culturas, como as africanas, tiveram uma grande influência sobre diversos povos e culturas ao redor do mundo. O nosso país terminou, recordando o engajamento com a cultura aquando no último Mondiacult em 2022 no México, onde nos engajamos na protecção e na promoção da diversidade cultural e reafirmamos as nossas responsabilidades para com a salvaguarda e a promoção da cultura em nome das gerações futuras.

A delegação de Angola é composta pela secretária de Estado da Cultura, Piedade de Jesus, pela Embaixadora Permanente de Angola junto da UNESCO, Ana Maria de Oliveira e a Embaixadora de Angola no Botswana, Beatriz Morais.

A cerimónia de abertura do evento teve lugar no passado Domingo, 03.

A décima oitava Sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial acontece vai terminar no Sábado, 09, com a participação de vários Estados Africanos.