1º de Agosto obrigado a vencer no reduto do Sporting de Cabinda

1º de Agosto obrigado a vencer no reduto do Sporting de Cabinda

Os militares defrontam, hoje, o Sporting de Cabinda, no Estádio do Tafe, às 15:00, pontuável para a 29ª jornada do Girabola 2021/2022. Para alimentar o sonho do 2º lugar e de chegar às eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, a turma do RI-20 deve somar os três pontos e ‘torcer’ por uma derrota do Sagrada diante da Caála

Os rubro-negros medem forças, nesta tarde, com o Sporting de Cabinda, no Estádio do Tafe, em partida a contar para a 29ª jornada da 44.ª edição do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão, “Girabola 2021/2022”. Na antevisão ao desafio, o técnico da formação central das Forças Armadas Angolanas, Srdjan Vasiljevic, sabe da importância da conquista dos três pontos, visto que irá alimentar o sonho do segundo lugar e, consequentemente, do regresso à Liga dos Clubes Campeões Africanos.

Mas o sérvio, que já orientou os Palancas Negras, está consciente de que depende de terceiros para concretizar este objectivo. Para isso, os rubro-negros são obrigados a vencer os “leões” do Norte e torcer por uma escorregadela dos diamantíferos, hoje, diante do Recreativo da Caála do Huambo, no Estádio do Dundo, a partir das 15:00.

Ainda assim, tal situação não será suficiente para que o emblema militar possa terminar a época ocupando o segundo lugar da prova raínha do futebol angolano. Tudo porque os comandados de Srdjan Vasiljevic terão de vencer o Sagrada Esperança, de Roque Sapiri, na última ronda.

Diante dos “leões”, o 1º de Agosto, clube fundado em 1977, parte como favorito, visto que tem maior volume ofensivo. No encontro da primeira volta, ambas as equipas não passaram de uma igualdade sem golos, no Estádio 11 de Novembro, na capital do país. Na 28.ª ronda, os militares “cilindraram” o Progresso do Sambizanga, por cinco bolas sem resposta, ao passo que o Sporting de Cabinda bateu o Recreativo da Caála, por duas bolas a uma.

Na tabela classificativa, o 1º de Agosto ocupa a terceira posição, com 55 pontos. Por seu lado, o Sporting de Cabinda, sob o comando de Manuel Vela “Maradona”, figura na 11ª posição, com apenas 32. O Sagrada, de Roque Sapiri, é segundo com 59 pontos.